Sobre Cachorros Brasil

Cachorros Brasil
  • Membro desde: 20/11/2012

Detalhes do Anúncio:

O criador dos Cachorros Brasil

Desculpe, nenhum anúncio encontrado.

Raça Pastor Alemão

 

 

Pastor Alemão

Pastor Alemão

O pastor alemão (Schäferhund em Alemão) vem de Alemanha, e é uma raça relativamente nova. Sua origem é de 1899. É descendente de cães pastores que foram originalmente desenvolvidos para coletar e monitorar ovelhas.

Graças à sua força, inteligência, treinabilidade e obediência, pastores alemães em todo o mundo são muitas vezes a raça preferida para muitos tipos de trabalho, tais como: cão de guarda, guia para cegos , salvamento animal, cão de polícia. O uso que lhe dão as forças de segurança e do exército, em muitos países ainda têm unidades específicas chamadas K-9

Continue reading …

Transfusões de sangue entre cães e gatos

Transfusões de sangue entre cães e gatos

Sabia que as transfusões de sangue entre cães e gatos é possível? É verdade, e você e o seu cão ou gato podem passar a ajudar o mais rapidamente possível nesta causa. Quer saber como?

Tornando-se um doador de sangue
Desde que o seu animal cumpra os critérios exigidos (ver mais abaixo) ele pode se tornar um doador de sangue a qualquer momento.

O meu animal não vai sofrer?
A resposta é não. O seu cão não vai sofrer nada com esta intervenção, sendo apenas retirado a quantidade necessária de sangue, tudo dentro de normas rígidas, e também lhe será tirado um pouco de pêlo na zona do pescoço.

Na maioria dos centros, eles oferecem certos benefícios para os cães que são dadores de sangue, como por exemplo terem a sua vacinação gratuita ou desparasitação, entre outras coisas, variando de sitio para sitio.

Saiba que ao seu cão ou gato doarem sangue estarão a ajudar cerca de 3/4 animais da mesma espécie que eles.

Quais são os requisitos necessários?
Para todo o processo ser seguro, foram definidos certos critérios que têm de ser satisfeitos para que o seu cão ou gato possa ser doador de sangue e não haver qualquer complicação para o seu cão ou para o cão que irá receber o sangue

Cães

  • Saudável, calmo e simpático;
  • Peso superior a 30 kg;
  • Idade entre 1 e 8 anos;
  • Sem doenças infecciosas;
  • Vacinado e desparasitado;
  • Não tomar qualquer medicação além dos desparasitantes;
  • Sem história de doença grave;
  • Não apresentar sopro cardíaco;
  • Não ter realizado qualquer transfusão.

Gatos

  • Saudável, calmo e simpático;
  • Peso superior a 3,5 kg;
  • Idade entre 1 e 8 anos;
  • Indoor a 100% (viver exclusivamente dentro de casa);
  • Apenas alimentado com dieta comercial;
  • Sem doenças infecciosas;
  • Vacinado e desparasitado;
  • Não tomar qualquer medicação além dos desparasitantes;
  • Sem história de doença grave;
  • Não apresentar sopro cardíaco.

Onde o posso fazer?
Em Portugal, você pode consultar uma lista de hospitais veterinários que fazem parte do Banco de Sangue. Se você for do Brasil ou de outro lugar, quando for ao veterinário pergunte-lhe qual o centro de recolha de sangue mais perto de si que ele provavelmente vai saber lhe informar.

Matéria escrita por Ricardo Pereira

Aplicativo ME APPEGO monitora os bichinhos de estimação em tempo real

Appego

Foi lançado recentemente pelo Grupo C&M um aplicativo com serviço inteligente que é capaz de monitorar os animais de estimação em tempo real. O aplicativo se chama ME APPEGO e encontra-se disponível gratuitamente para smartphones nos sistemas Android, IOS e Windows. A solução funciona juntamente com um dispositivo que conta com um plano mensal para o funcionamento de suas tecnologias.

O dispositivo APPEGO GPS pode ser acoplado na coleira de pescoço ou de peitoral por meio de um suporte de encaixe multifuncional. O serviço inteligente delimita cercas virtuais e conta com alertas que avisam sobre as mudanças na localização e até alteração anormal na velocidade do animal.

Com apenas 5 cm e pesando 35 gramas, não existe incômodo no uso do APPEGO. Se o bichinho sair do perímetro, são emitidos alertas por notificação, por e-mail e SMS, o que possibilita que o dono perceba o que está acontecendo e possa intervir rapidamente.

A novidade também tem um botão SOS para localizações rápidas, além de aviso de socorro e sensores de gravidade e velocidade. Além disso, apresenta certificado IP67 de resistência à água, poeira e areia. O cãozinho pode brincar na praia, por exemplo, sem riscos de danificar o aparelho.

O aparelho combina o sistema de posicionamento GPS; LBS para localização a partir da rede de telefonia móvel; e assistência ao GPS, conhecida como A-GPS, que confere maior eficiência à conexão, tornando-a mais rápida e estável.

O dispositivo também conta com: detector de queda, alarme de velocidade, bateria recarregável com modo de economia e duração de até 20 dias, cabo mini USB, estação de carregamento, elásticos de conexão, SIM Card Vodafone M2M de 5 MB, suporte de encaixe multifuncional, medalha PIN com um número identificador caso o dispositivo esteja sem bateria ou sinal (é uma ferramenta de contingência em forma de pingente, que permite a quem encontrou o dispositivo, alertar os perfis monitores pela plataforma ME APPEGO), pacote de dados mensais Vodafone e cadastro na rede Me Appego, com conteúdo e ofertas exclusivas. Após adquirir o serviço, o consumidor tem um suporte pós-venda em período integral.

A compra do dispositivo pode ser feita pelo site: www.meappego.com.br

 

CARACTERÍSTICAS DO DISPOSITIVO
Nome: APPEGO GPS
Tamanho: 5 centímetros
Peso: 35 gramas
Cor: preto
Funcionalidades: rastreamento em tempo real, rede social, locais próximos, localização por mapa, lugares favoritos, avaliação e experiências, alarme de velocidade, compartilhamento de informações, rede colaborativa, cerca virtual, alertas, mensagens de texto, detector de queda, economia de bateria, identificação por medalha PIN, cobertura global e alarmes por SMS, e-mail e aplicativo.

APLICATIVO
Nome: ME APPEGO
Disponível para Android, IOS e Windows

Vira-lata não tem pedigree. Mas e daí?

Vira-lata

Vira-lata

Vivemos em um mundo onde o consumismo exagerado tomou conta de todos os meios de comunicação. Frequentemente somos bombardeados pela mídia com a informação implícita de que “vale mais quem tem mais”.

Muitas vezes compramos alguma coisa não por necessidade, mas sim para suprir uma carência emocional que nem nós mesmos sabemos qual é.

Se falamos de carro, o importado e mais caro certamente vai chamar mais atenção nas ruas da cidade. Se queremos um celular, não basta ser um aparelho que faça ligações, tem que ser um Smartphone, sinônimo de status e poder.

Mas, e no universo canino? Como isso funciona?
Levando-se em consideração que cachorro não é – pelo menos não deveria ser – símbolo de status e nem “algo que você compra” para matar uma ansiedade temporária e depois joga fora, devemos pensar muito bem antes de comprar ou adotar um filhote.

E se realmente você tem esse desejo de ter um cãozinho, pense: qual é a raça que melhor se adaptaria à sua rotina de vida? Existe uma infinidade de raças, uma mais especial que a outra. São lindos, carinhosos, companheiros e fiéis. Você vai achar um “sob medida” para a sua vida.

Quem escolhe um Buldogue Francês, um Pug, um York, Labrador, Pitbull ou um Maltês, terá amor incondicional, sem dúvida alguma. Deles e de outros tantos que têm raça e têm pedigree.

Mas, e se você em vez de comprar um cão resolver adotar um vira-lata? Ele não terá pedigree… Mas isso importa?
Não tenha dúvidas: o amor incondicional é igual em qualquer raça canina – e também naqueles animaizinhos ditos “sem raça”.
Por isso eu gosto tanto dos cães. Eles não precisam “mostrar algo” a ninguém, como aquele indivíduo que só se sente “alguma coisa” porque tem um diploma de “mestrado” ou “doutorado”.

A importância dos cães está escrita no DNA da espécie e corre pelas veias de todos os cachorros. O chamado “bom caráter”, que infelizmente falta a tantos humanos, sobra na espécie canina.

Os buldogues não se sentem “mais importantes” que os vira-latas. De fato, eles não têm consciência disso, mas mesmo se tivessem tão pouco se sentiriam dessa maneira. Eles não se preocupam com “coisas pequenas”, que são próprias de nós, seres humanos.

Você já imaginou um York, no “alto de seus 10 centímetros”, dizendo para um vira-lata: “Olha só, esse é o meu pedigree. Meus pais tinham muitos títulos, pois eram campeões de todas as competições. O canil de onde eu vim fica na Inglaterra. Sou famoso desde filhotinho”. Não… Não dá para imaginar, porque simplesmente não aconteceria jamais.

Tudo bem que os pequenininhos “se acham” grandões e quando latem imaginam aterrorizar todas as pessoas. Mas nenhum deles, grande ou pequeno, caro e com excelente pedigree, por mais que tivesse consciência das coisas, cometeria a indecência de “esnobar” o amigo vira-lata. Isso não faz parte do mundo canino. Eles nunca compreenderiam a inveja, a ganância e a arrogância.

Os cães vivem no presente, não guardam rancor, não se preocupam com o que passou e nem com o futuro. E essa é mais uma grande lição que eles têm para nos ensinar.
Outra grande lição para aprendermos com os cães: quando temos amor no coração, não fazemos distinções da cor da pele, nem da sexualidade, muito menos se a pessoa tem ou não dinheiro.

Nossos amigos vira-latas são lindos, inteligentes, fortes, especiais e às vezes, até mais espertos que os de raça pura.

Ah, e eu os chamo de “vira-lata” pois sei que eles não se importam e nem se ofendem por não serem chamados de “Cães Sem Raça Definida”. São cães, acima de tudo.
E se são cães, vale a pena levar para casa. Com ou sem pedigree!

Alguém duvida?

Geórgia Maia.
Escritora e apaixonada por animais.

Tudo o que você deve saber sobre a compra de cachorros

Dicas para a compra de filhotes de cães

Quando se opta pela compra de um cão, existem vários aspectos a serem explorados antes de completar esta aquisição. Sempre tendo consciência de que existem muitos meios para a compra de um animal de estimação; porém, não são todos de total confiança.

O primeiro ponto a se orientar é como procurar as melhores opções de venda num mercado tão extenso e nem sempre com controle da veracidade da qualidade que os vendedores apresentam sobre os canis e sobre os próprios cães.

Continue reading …

Página 1 de 21 2